Saiba mais sobre o Projeto Madre de Dios

Iniciado em 2009, Madre de Dios é um projeto de Redução de Emissões por Desmatamento e Degradação Florestal (REDD). Está localizado em Tahuamanu, a menos de 30 km do lado da nova estrada Interoceânica que une o Brasil ao Peru.

A região pertence ao Corredor Ecológico Vilcabamba-Amboró, na Amazônia Peruana, um dos pontos com maior diversidade do mundo. Esta área está compreendida desde a área de preservação Apurímac no Peru até o Parque Nacional Amboró na Bolívia.

A presença da rodovia apresenta um grande risco à sua conservação devido a possibilidade de povoamento das regiões de forma desordenada, a ocupação de terras e atividades econômicas permanentes.

O objetivo do projeto Madre de Dios é preservar sua rica biodiversidade e reduzir as emissões de gases de efeito estufa (GEE). Com uma área de 97.817,14 hectares, o equivalente ao tamanho da cidade de Berlim, o projeto visa evitar a emissão de 25 milhões de toneladas de CO2 em 38 anos (2009 – 2046).

O projeto é certificado seguindo protocolos VCS (Verified Carbon Standard), CCB Gold (Climate, Community & Biodiversity Alliance) e SCS (Scientific Certification Systems). Essas certificações garantem sua responsabilidade socioambiental e verificam que os cálculos de carbono sejam feitos seguindo metodologias adequadas.

01 madre de dios

Além de contribuir para a preservação, o projeto busca capacitar comunidades indígenas e outras comunidades locais, para fomentar atividades sustentáveis na região.

A partir de iniciativas elaboradas com a participação da própria comunidade local, as atividades do projeto englobam:

– Melhorias na produção artesanal;
– Desenvolvimento de produção sustentável e alto rendimento de látex;
– Desenvolvimento de sistemas agroflorestais em comunidades rurais a fim de evitar o desmatamento para a utilização do cacau e outras espécies locais para subsistência; e
– Implementação de circuitos de ecoturismo.

O grande diferencial do Madre de Dios está no​ desenvolvimento socioeconômico das comunidades locais e na preservação da região da Amazônia Peruana, reduzindo drasticamente o desmatamento, protegendo o habitat de espécies ameaçadas de extinção, e preservando a cultura e economia local.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *