Conheça o projeto Fazenda Fortaleza Ituxi

O projeto Fazenda Fortaleza Ituxi visa proteger a floresta localizada em uma das regiões de maior taxa de desmatamento da Amazônia: o município de Lábrea. 

Você conhece o projeto Fazenda Fortaleza Ituxi? A MOSS é uma plataforma ambiental que oferece de maneira online e fácil um meio de combater a mudança climática, fomentar a preservação das florestas e, consequentemente, preservar o planeta. 

Nossa missão é compensar o impacto negativo das emissões de gases do efeito estufa sobre o planeta, com o desenvolvimento de um novo mercado de crédito de carbono. Ou seja, os projetos de crédito são uma solução para criar um sistema sustentável e regenerativo, impactando positivamente o ambiente, sociedade e economia. 

Com o valor da compra dos créditos de carbono, projetos podem ser financiados, viabilizando a manutenção da floresta e ajudando o desenvolvimento das comunidades ao redor dela. Um dos projetos financiados pela venda de créditos de carbono é a Fazenda Fortaleza  Ituxi. 

Como funciona o mercado de crédito de carbono?

Os créditos de carbono são certificados digitais que representam o quanto de dióxido de carbono (CO2) uma empresa deixou de lançar na atmosfera ou o quanto de sua emissão foi evitada por meio de projetos ambientais.

A MOSS se destaca como a maior plataforma ambiental do mundo que disponibiliza esse serviço. Na nossa plataforma digital, os créditos podem ser comprados e vendidos em um mercado seguro e transparente. Afinal, eles são auditados por instituições internacionais que regulam o registro dos créditos seguindo todo o protocolo global. 

Com a discussão sobre a emissão de gases de efeito estufa (GEE), é possível trazer o aquecimento global para a consciência de todos e estimular o debate na sociedade sobre esse assunto, mostrando quem são os maiores poluidores. Dessa conscientização, surgem ideias e soluções interessantes, como a compra de créditos de carbono que beneficiam projetos importantes, como a Fazenda Fortaleza Ituxi.  

O dinheiro da compra dos créditos de carbono vai diretamente para projetos certificados de preservação da Amazônia, que incluem o combate ao desmatamento, a atuação contra o aquecimento global e a proteção da fauna, flora e recursos hídricos da região. 

O que é o Projeto Fazenda Fortaleza Ituxi REDD?  

O projeto REDD Fortaleza Ituxi visa proteger as florestas localizadas em uma das regiões de maior taxa de desmatamento na Amazônia: o município de Lábrea. O projeto também inclui a implementação de atividades para apoiar e garantir o manejo florestal sustentável, beneficiando a comunidade local. 

A sigla REDD significa Redução de Emissões por Desmatamento e Degradação Florestal, que é um incentivo para recompensar financeiramente projetos que estão reduzindo o desmatamento.  Com atividades sustentáveis, é possível evitar emissões de gases do efeito estufa associados ao desmatamento e à degradação florestal.  

A Fazenda Fortaleza Ituxi 

A Fazenda Fortaleza Ituxi está localizada no sul da Amazônia e possui 150 mil hectares para preservação ambiental. O seu objetivo é manter o manejo sustentável e evitar o desmatamento, impulsionando a capacitação da comunidade local, que depende da floresta, com o cultivo do açaí e castanhas, por exemplo. Assim, ao estimular esse projeto, é possível manter a floresta e as famílias seguras. 

O plano de manejo florestal começou a ser implementado em 2013 e tem uma duração proposta de 30 anos. Até 2015, foi estimada uma redução de 1.181.732 tCO2 de emissões de gases do efeito estufa. Contudo, o início da implementação foi bem difícil, por causa de grileiros, posseiros, invasores e a conscientização dos moradores locais. 

Ricardo Stoppe Jr. é o dono da Fazenda Ituxi e relembra como no início o chamaram de louco. “Quando começamos, os locais desdenharam do projeto e diziam para eu desmatar tudo e criar gado. Hoje, alguns anos depois, recorrentemente, me procuram perguntando sobre o projeto e como podem investir também”. 

Atualmente, Ricardo está muito confiante e feliz com os resultados do projeto. “Se a viabilização financeira se mantiver com a venda dos créditos de carbono, eu realmente acredito que a Amazônia pode ser salva.” O dono da fazenda destaca que a parte mais difícil foi fazer com que as pessoas entendessem o projeto e seus benefícios para além da parte financeira. Hoje, Ricardo destaca que já há procura de outras pessoas para investimento em novas áreas, que também são bastante desmatadas. 

O manejo florestal sustentável é o principal objetivo do projeto. O sucesso da Fazenda Ituxi pode ser explicado pela seriedade e fiscalização com que tudo é realizado. Assim, com a presença de trabalhadores nas atividades de gestão, investimentos em segurança e treinamentos, inibe-se as pressões de invasão dentro da área do projeto. Há ainda outros benefícios, como a preservação da biodiversidade local, da fauna e dos recursos hídricos. 

Como você pode ajudar? 

Você sabia que, em média, uma pessoa gera ao ano mais de 1,6 toneladas de gás carbônico? Imagine esse valor ao multiplicar por todos os habitantes do planeta? Assim, não apenas as empresas, mas os cidadãos também possuem responsabilidades quanto à poluição. 

Ao comprar um crédito de carbono, é possível contribuir com o meio ambiente, evitando que 1 tonelada de gás carbônico seja gerada, colaborando positivamente com a mudança da realidade atual. 

Assim, o valor da comercialização desses créditos é destinado a projetos sociais e ambientais, como o projeto da Fazenda Fortaleza Ituxi. Dessa forma, quanto mais créditos forem comercializados, maior será a percepção de valor da floresta, diminuindo o desmatamento e tornando mais rentável mantê-la de pé do que derrubá-la. 

Portanto, você também pode e deve ajudar a floresta Amazônica, promovendo projetos como o da Fazenda Ituxi. Ao comprar créditos de carbono, você impactará positivamente a sociedade, sendo apenas o começo de todo bem que esse mercado pode trazer para as florestas.

amazonia, preservação, sustentabilidade

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *