Afinal de contas: o que é pegada de carbono?

Descubra como a sua pegada de carbono, ou seja, seus hábitos e atitudes impactam o nosso planeta.

Como você vai para o seu trabalho? Do que você se alimenta? Que tipo de roupa você usa? Qual meio de transporte você usa para viagens mais longas? Todas essas questões compõem o nosso dia a dia e mostram nossos hábitos, e são justamente elas que resultam em nossa pegada carbono (carbon footprint, em inglês).

Entendendo o termo “pegada de carbono”

A pegada de carbono é uma metodologia criada para medir as emissões de gases estufa na atmosfera (independente do gás emitido, ele é convertido em carbono equivalente). Essas emissões são provenientes de produtos, serviços ou processos ao longo de todo seu ciclo de vida. A queima de combustíveis fósseis, a criação de gado em pastagem, o desmatamento e a fabricação de sacolas plásticas são exemplos de atividades onde há emissão desses gases estufa.

Criada pelos pesquisadores William Rees e Mathis Wackernagel na década de 1990, a pegada de carbono é um indicador crucial para salvarmos o planeta de um colapso ambiental. Os gases estufa se acumulam na atmosfera e causam profundas mudanças climáticas, logo, quanto maior a sua pegada de carbono, mais ela afeta negativamente a saúde do planeta.

É importante frisar que o conceito de pegada de carbono não está ligado apenas a grandes empresas ou a grandes indústrias. Cada indivíduo deixa sua própria pegada no planeta. Ao usar um carro movido a gasolina, você deixa sua pegada de carbono, que vai desde o processo de produção e transporte daquele automóvel, até a queima de combustível fóssil que faz o carro funcionar. Até atitudes mais simples como comer um prato de arroz ou um pedaço de carne deixam suas marcas, pois até esses alimentos chegarem ao seu prato, eles passam por processos que emitem gases de efeito estufa.

Saiba como reduzir a sua pegada de carbono

A mudança de hábitos é fundamental para a redução da pegada de carbono. Algumas atitudes que ajudam nessa redução são: substituir o carro movido a gasolina por bicicleta ou transporte coletivo; diminuir o consumo de carne; utilizar sacolas retornáveis; não consumir alimentos processados (como batatas chips e refrigerantes); dar preferência a produtos cultivados localmente ou fazer sua própria horta orgânica; evitar o consumo em excesso, de forma geral: não desperdiçar alimentos, não comprar roupas novas que não serão utilizadas com frequência e dar preferência a produtos reciclados.

Quer saber como calcular a sua pegada de carbono? Hoje existem diversas calculadoras digitais que dão esse resultado baseado em perguntas do seu dia a dia como: que meio de transporte você usa para ir ao trabalho? Qual o seu consumo mensal de fast food? Quantas horas por dia você utiliza o seu computador? Nós temos a nossa própria calculadora e você pode acessar aqui.

Mais do que reduzir, na MOSS você pode zerar a sua pegada de carbono

Uma outra opção para reduzir e, até neutralizar totalmente a sua pegada de carbono, é a compra de créditos de carbono pela MOSS. O crédito de carbono é um certificado que comprova que uma tonelada de dióxido de carbono (CO2) deixou de ser emitida para a atmosfera. Ao comprar esses créditos, você está investindo em projetos que visam capturar o excesso de dióxido de carbono presente na atmosfera, reduzindo assim o efeito estufa e neutralizando a sua pegada de carbono.

Alguns destes projetos já foram detalhados aqui no blog como o Projeto Agrocortex, a Fazenda Fortaleza Ituxi e o Amazon REED+IFM. Para adquirir seus créditos de carbono, é só clicar aqui. Leva menos de dois minutos, custa pouco (a partir de cerca de R $100,00), além de ser um ativo perene, seguro e auditado por instituições internacionais, que regulam o mercado de crédito de carbono.

Os impactos negativos causados pelo aumento do desmatamento da Amazônia é algo que precisa ser falado constantemente entre a sociedade. A mudança que pode salvar o planeta está em nossas mãos, todos os dias. Neutralizando nossa pegada de carbono, daremos um mundo melhor para nós mesmos (as), para o meio ambiente e para nossos (as) filhos (as) e netos (as).

créditos de carbono, pegada de carbono, sustentabilidade

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *