A diferença entre compensação e pegada de carbono

A diferença entre compensação e pegada de carbono

Saiba o que diferencia a pegada de carbono e como compensar seus impactos ao planeta

Hoje vamos falar de dois conceitos básicos do mercado de crédito de carbono que, de primeira, podem gerar certa confusão. Mas, ao entender o contexto e significado de cada um desses conceitos, com certeza você vai entender a importância de ambos para a saúde do planeta. 

Já falamos aqui no Blog sobre como você pode calcular a quantidade de emissões de gases de efeito estufa do seu ano e medir melhor seus impactos à saúde do nosso planeta, descobrindo o que chamamos de pegada de carbono. Depois de realizar esse cálculo, você pode compensar essa pegada com créditos de carbono. 

Por andarem juntas, as duas coisas às vezes são confundidas. Confira abaixo os detalhes sobre cada termo: 

Entendendo o “compensar”

Em uma rápida pesquisa no dicionário você irá encontrar alguns sinônimos para a palavra “compensar”, como: equilibrar, contrabalançar, corrigir ou anular. Na Moss, quando falamos sobre compensação, queremos, antes de tudo, apresentar às pessoas e empresas a possibilidade de transformar todo impacto negativo à saúde do planeta através do cálculo da sua “pegada de carbono” e a compensação. 

A possibilidade existe porque projetos de conservação da Amazônia estão sendo beneficiados com o ato de compensação ambiental. Ou seja, uma vez que você ou a sua empresa calculam seus impactos, vocês podem reduzir esse mesmo dano através do crédito de carbono da Moss. 

  • O que é a compensação ambiental

Quando uma empresa ou empreendimento emite gases de efeito estufa (GEE), é importante praticar a compensação ambiental, com o objetivo de equilibrar os impactos ambientais provocados naquela região.

A compensação ambiental é um instrumento de política pública, sustentado através da lei nº 9.985/2000, conhecida como o Sistema Nacional de Unidades de Conservação da Natureza, e da lei nº 6.938/1981, que institui a Política Nacional do Meio Ambiente.

Entendendo o termo “pegada de carbono”

A pegada de carbono é uma metodologia criada para medir as emissões de gases estufa na atmosfera (independente do gás emitido, ele é convertido em carbono equivalente).

Essas emissões são provenientes de produtos, serviços ou processos ao longo de todo seu ciclo de vida. A queima de combustíveis fósseis, a criação de gado em pastagem, o desmatamento e a fabricação de sacolas plásticas são exemplos de atividades onde há emissão desses gases estufa.

Criada pelos pesquisadores William Rees e Mathis Wackernagel na década de 1990, a pegada de carbono é um indicador crucial para salvarmos o planeta de um colapso ambiental.

Os gases estufa se acumulam na atmosfera e causam profundas mudanças climáticas, logo, quanto maior a sua pegada de carbono, mais ela afeta negativamente a saúde do planeta.

É importante frisar que o conceito de pegada de carbono não está ligado apenas a grandes empresas ou a grandes indústrias.

Cada indivíduo deixa sua própria pegada no planeta. Ao usar um carro movido a gasolina, você deixa sua pegada de carbono, que vai desde o processo de produção e transporte daquele automóvel, até a queima de combustível fóssil que faz o carro funcionar. 

Até atitudes mais simples como comer um prato de arroz ou um pedaço de carne deixam suas marcas, pois até esses alimentos chegarem ao seu prato, eles passam por processos que emitem gases de efeito estufa.

Como descubro a minha pegada de carbono?

É comum se perguntar sobre como calcular essa tal “pegada de carbono”, que tanto falamos por aqui. Para ajudar você ou a sua empresa a calcular suas respectivas emissões de carbono, a Moss criou uma calculadora digital. 

Na Calculadora da Moss, você irá responder a perguntas sobre hábitos do seu dia a dia como quanto, em média, você gasta com gás por mês, quantas peças de roupa você comprou em 2021, quais meios de transporte você costuma utilizar em sua rotina etc.

Após responder a essas rápidas perguntas, em apenas três minutos, você saberá quantas toneladas de dióxido de carbono (CO²) você emitiu ano período de 1 ano, seu desempenho em relação à média global (que é de 6,54 toneladas, por pessoa) e como você pode compensar a sua pegada de carbono com a ajuda da Moss. 

Como compensar a minha pegada de carbono?

Uma das formas de compensar pegadas de carbono é comprando créditos de carbono. Se você quer compensar as emissões da sua empresa, nós podemos te ajudar a agir com soluções e recomendações sobre onde e como minimizar seus impactos, garantindo a preservação de milhares de árvores na Amazônia. 

Para ajudar no cálculo das emissões de carbono do seu negócio, a Moss criou uma plataforma especializada para fornecer a melhor proposta de neutralização das suas atividades.

Compensando, você pode garantir reconhecimento internacional com os selos Carbon Friendly, Carbon Neutral e até mesmo Carbon Negative.

Somente no último ano a Moss teve um crescimento de 1.325%, compensamos mais de 150 empresas. São empresas como Amaro, C6 Bank, Gol Linhas Aéreas, Hering, iFood e Arezzo&Co que estão compensando os seus impactos em prol da saúde do meio ambiente.

O MCO2 Token, nosso crédito de carbono, tem origem em projetos de conservação florestal que podem neutralizar toneladas de dióxido de carbono.

Alguns deles já foram detalhados aqui no blog como: o Projeto Agrocortex, uma das maiores iniciativas de exploração florestal sustentável do país, focado na produção madeireira a longo prazo; a Fazenda Fortaleza Ituxi, com foco no manejo sustentável para redução das emissões de dióxido de carbono; e o Amazon REED+IFM, que tem como objetivo a conservação de mais de 20 mil hectares de floresta no Amazonas.

Neutralize sua pegada de carbono numa das maiores plataformas de créditos de carbono do mundo.

amazonia, aquecimento global, blockchain, carbon credit, comprar crédito de carbono, comprar créditos de carbono, crédito de carbono, créditos de carbono, MCO2 token, moss, pegada de carbono, planeta, sustentabilidade, tecnologia, tokenização

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *