Compensação na prática

01_gol
01_gol_port

Agora você pode reduzir o impacto ambiental das suas viagens, neutralizando as emissões de CO2 do seu voo.

01_gol_port

02_hering
02_hering

Com que roupa você vai construir o novo mundo?

Todas as camisetas básicas da Hering agora são carbono negativo. Isso quer dizer que a empresa compensou o dobro do que uma camiseta emite de gases poluentes durante todo o seu processo. Faça parte da transformação sustentável da moda.


03_ifood
03_ifood

Seu pedido chegou. O iFood já compensou

Neutralizar a pegada de carbono já faz parte do seu dia a dia quando você pede um iFood. É a primeira empresa de delivery brasileira a ter 100% das suas entregas neutras em CO2 de forma antecipada, todos os pedidos de 2021 já foram compensados.

Somos uma
climatech

Climate

Unimos pessoas e empresas com um único objetivo: combater as mudanças climáticas.

Tech

Simplificamos processos e garantimos a rastreabilidade e transparência de tudo que fazemos através de tecnologia blockchain.

Soluções

icon01

Pra você

Sua rotina, transporte e consumo impactam na saúde do planeta, liberando CO2, e intensificam o aquecimento global. Faça sua parte, compense sua pegada de carbono.
icon2

Pra sua empresa

A sustentabilidade e as questões climáticas já são um tema prioritário para os consumidores que esperam fazer parte desse novo mundo com suas marcas favoritas.
icon3

NFT da Amazônia

Fracionamos os direitos econômicos de pequenas áreas da floresta e transferimos para NFT, um código único em blockchain. Agora você pode comprar um NFT e proteger um pedacinho da floresta.
icon4

MCO2 token

O processo de tokenização de créditos de carbono resultou no MCO2 token, um ativo que tornou esse mercado mais seguro, dinâmico e democrático. Listado globalmente na Gemini, Probit, Uniswap e no Brasil no Mercado Bitcoin e FlowBTC.

clientes

Empresas que mudam o
mundo com a Moss:

projetos

Para onde vai o dinheiro dos créditos de carbono?

Selecionamos os melhores projetos que visam reduzir a emissão dos gases de efeito estufa (GEE) e atuam ativamente contra as mudanças climáticas e o aquecimento global. 

number1

Preservação de florestas nativas

São projetos que reduzem as emissões de Gases de Efeito Estufa (GEE) a partir da proteção da floresta, que na ausência do projeto seria desmatada de forma não planejada.

Além disso, tais projetos também ajudam a preservar a fauna, flora e os recursos hídricos locais, bem como geram empregos para as comunidades locais em atividades de monitoramento, patrulhamento e manejo sustentável da floresta.

number2

Reflorestamento e regeneração natural

São projetos que sequestram Gases de Efeito Estufa (GEE) da atmosfera a partir do reflorestamento com espécies nativas em áreas já desmatadas.

Além disso, tais projetos também ajudam na reconstituição da biodiversidade local, aumentando as áreas verdes e criando corredores ecológicos, bem como colaboram para a manutenção dos recursos hídricos, e geram empregos à comunidade local em atividades de monitoramento, patrulhamento e manejo sustentável de recursos não madeireiros.

number3

Agricultura regenerativa

São projetos que sequestram Gases de Efeito Estufa (GEE) da atmosfera para o solo a partir da recuperação de pastagens degradadas, e da transição de sistemas de produção tradicionais para sistemas agroecológicos e agroflorestais. Além de aumentarem a matéria orgânica no solo, tais projetos também ajudam na recomposição da biodiversidade, e na manutenção dos recursos hídricos.

01.1_santamaria

O projeto visa preservar a floresta nativa e sua biodiversidade, além de propiciar o desenvolvimento social do entorno da fazenda. Iniciou em 2009 e pretende reduzir as emissões de GEE, evitando a emissão de 26.489.628 tCO2e em 30 anos.

77 mil hectares, uma área equivalente a cidade de NY     Colniza, norte do Mato Grosso
Certificações: VCS + SocialCarbon
01.1_madre_de_dios

O principal diferencial do projeto é o apoio às comunidades indígenas locais. O objetivo é capacitar as mesmas e melhorar a renda através de atividades sustentáveis. Iniciou em 2009 e pretende reduzir as emissões de GEE, evitando a emissão de 25,072,135 tCO2e em 38 anos (2009-2046).

99 mil hectares, uma área equivalente à cidade de Berlim     Tahuamanu, Peru
Certificações: VCS + CCB Gold
01.1_agrocortex

O projeto une conservação ambiental, através do manejo florestal na Floresta Amazônica, responsabilidade social e desenvolvimento econômico da região. É uma forma de proteger e administrar a floresta de forma sustentável e duradoura.

186 mil hectares, área do tamanho da cidade de São Paulo     Manuel Urbano, Pauini e Boca do Acre, entre os estados do Acre e do Amazonas
Certificações: VCS, SocialCarbon e FSC®, 100% das vendas de créditos de carbono são reinvestidas no projeto
01.1_ituxi

O projeto busca manter o manejo sustentável e evitar o desmatamento, impulsionando a capacitação da comunidade local, que depende da floresta, com o cultivo do açaí e castanhas. Iniciou em 2013, com previsão de 30 anos de duração. Até 2015, foi estimada uma redução de 1.181.732 tCO2 de emissões de gases do efeito estufa.

150 mil hectares, área do tamanho da cidade do México     Lábrea, no Amazonas, um dos lugares com maior desmatamento documentado no Brasil
Certificação: VCS
santa-maria-galery-mobile

O projeto visa preservar a floresta nativa e sua biodiversidade, além de propiciar o desenvolvimento social do entorno da fazenda. Iniciou em 2009 e pretende reduzir as emissões de GEE, evitando a emissão de 26.489.628 tCO2e em 30 anos.

77 mil hectares, uma área equivalente a cidade de NY

Colniza, norte do Mato Grosso

Certificações: VCS + SocialCarbon

madre-de-dios-galery-mobile

O principal diferencial do projeto é o apoio às comunidades indígenas locais. O objetivo é capacitar as mesmas e melhorar a renda através de atividades sustentáveis. Iniciou em 2009 e pretende reduzir as emissões de GEE, evitando a emissão de 25,072,135 tCO2e em 38 anos (2009-2046).

99 mil hectares, uma área equivalente à cidade de Berlim

Tahuamanu, Peru

Certificações: VCS + CCB Gold

agro-cortext-galery-mobile

O projeto busca manter o manejo sustentável e evitar o desmatamento, impulsionando a capacitação da comunidade local, que depende da floresta, com o cultivo do açaí e castanhas. Iniciou em 2013, com previsão de 30 anos de duração. Até 2015, foi estimada uma redução de 1.181.732 tCO2 de emissões de gases do efeito estufa.

150 mil hectares, área do tamanho da cidade do México

Lábrea, no Amazonas, um dos lugares com maior desmatamento documentado no Brasil

Certificação: VCS

agro-cortext-galery-mobile

O projeto une conservação ambiental, através do manejo florestal na Floresta Amazônica, responsabilidade social e desenvolvimento econômico da região. É uma forma de proteger e administrar a floresta de forma sustentável e duradoura.

186 mil hectares, área do tamanho da cidade de São Paulo

Manuel Urbano, Pauini e Boca do Acre, entre os estados do Acre e do Amazonas

Certificações: VCS, SocialCarbon e FSC®, 100% das vendas de créditos de carbono são reinvestidas no projeto

News

  • Blomberg
  • Forbes
  • O Globo
  • exame
  • Valor Econômico
  • ISTOÉ Dinheiro

certificados

Nossos serviços são auditados e certificados pelas maiores e mais reputadas empresas do mundo.


Relatório de lastro MCO2 token:


Relatório de lastro MCO2 token: