Aumento do desmatamento na Amazônia

De agosto de 2019 até 31 de julho de 2020, 9205km² de área de floresta foram desmatadas na Amazônia. 

O desmatamento na Amazônia vem aumentando exponencialmente nos últimos anos. Apesar da criação de institutos e projetos que visam proteger a floresta, como o projeto da fazenda Ituxi, infelizmente, o número de áreas desmatadas não para de crescer.  

A floresta Amazônica é reconhecida como um repositório de serviços ecológicos, tanto para a comunidade local e os povos indígenas da região quanto para o restante do mundo. Ela representa um terço das florestas tropicais do mundo e desempenha um papel imprescindível na manutenção da qualidade do solo, estoques de água doce e proteção da fauna e flora do local. 

Além disso, os processos que ocorrem na floresta, como evaporação e transpiração, ajudam a manter o equilíbrio climático de várias regiões do país. Porém, à medida que a Amazônia é desmatada, o aquecimento global é intensificado e todos os processos existentes na floresta são prejudicados.

A importância da floresta Amazônica 

Você sabe qual a importância da região Amazônica para todo ecossistema? Essa região contém mais da metade da biodiversidade do planeta e tem um papel preponderante no uso dos seus recursos hídricos. Só a região concentra 20% da água doce do planeta que é utilizada para fornecimento de água potável, navegabilidade e aproveitamento energético. 

O Brasil, tem a segunda maior área florestal do mundo, ficando apenas atrás da Rússia. São 500 milhões de hectares, praticamente duas Índias ou Argentinas só de florestas.

Além disso, por abrigar mais da metade da biodiversidade do planeta, as plantas e animais da região servem como base para a fabricação de medicamentos e insumos que podem salvar milhares de vidas por todo o mundo. Os pesquisadores acreditam que menos de 0,5% das espécies da flora foram detalhadamente estudadas quanto ao seu potencial medicinal. Contudo, com o avanço rápido do desmatamento, corre-se o risco de plantas e animais serem extintos antes mesmo de serem estudados, eliminando uma fonte importante para o desenvolvimento da biotecnologia. 

A Amazônia também contribui economicamente com a vida de 400 mil famílias que vivem do extrativismo. Ou seja, a extração de produtos não-madeireiros, como óleos, resinas, ervas e frutos. Essa extração, racionalmente utilizada, não prejudica os recursos florestais e traz benefícios econômicos à população local, melhorando sua qualidade de vida e fixando a população no campo. 

A região tem o maior estoque de carbono do mundo. A quantidade é tão grande que olhando os 10 países que mais produzem créditos de carbono, o Brasil sozinho teria produção maior que a soma do 4° ao 10°. Ainda que nem todo o estoque brasileiro seja “certificavel”, levando em consideração o valor de cada crédito de carbono atual, de US$ 30, o Brasil teria um tesouro de US$ 1.5 trilhões. 

O avanço do desmatamento na Amazônia 

Em 2019, o desmatamento na Amazônia aumentou 34% em comparação ao ano anterior. Em abril de 2020, os estados que mais perderam mata, foram: Pará (32%), Mato Grosso (26%), Rondônia (19%), Amazonas (18%), Roraima (4%) e Acre (1%).  

Além disso, o desmatamento aumentou 90% em regiões de terras indígenas junto com a descrença que haveria multas e punições, para quem praticasse o ato. Um dos grandes motivos do desmatamento deve-se às declarações do Presidente e Ministro do Meio Ambiente, que flexibilizam e diminuem a gravidade do que tem acontecido na região. 

O desmatamento na Amazônia é uma preocupação para o Brasil e o mundo. Afinal, essa ação leva a alterações significativas para o funcionamento do ecossistema como um todo. Além do desmatamento, as queimadas também preocupam os protetores da região. Pelos cálculos dos pesquisadores do IPAM, se o ritmo acelerado de desmatamento se mantiver, quase 9 mil quilômetros quadrados de floresta podem virar cinzas. 

O papel da floresta no ecossistema

A floresta desempenha um papel-chave na redução de níveis de poluição. Em condições naturais, as árvores retiram CO2 da atmosfera e o absorvem para realizar a fotossíntese. Desse processo, as plantas obtêm oxigênio, que é liberado no ar, e o carbono fica armazenado internamente para manter o crescimento da planta. Devido a esse processo, atualmente, a Amazônia armazena em suas florestas o equivalente a uma década de emissões globais de carbono.

Mas, com o desmatamento e a queimada das florestas, cerca de 200 milhões de toneladas de carbono são liberadas por ano na atmosfera, cerca de 2,2% do fluxo total do globo. Para piorar toda a situação, onde existiam florestas tropicais e úmidas, passa a ter pastagens para a criação de gados. 

Esse tipo de produção também libera CO2 na atmosfera, aumentando ainda mais os níveis de poluição. Essa mudança não traz benefícios ambientais e nem econômicos. O retorno econômico da pecuária extensiva na Amazônia é de apenas 4% se comparado com a exploração madeireira de manejo sustentável, que possui desempenho de 71%. 

A mudança dessa realidade 

Portanto, para uma mudança efetiva dessa realidade, é importante e necessário que os órgãos governamentais intensifiquem a fiscalização e que o Executivo crie leis com punições mais severas quanto aos desmatamentos e às queimadas na região. Mas, enquanto isso não acontece, é possível que o cidadão contribua para diminuir os impactos negativos dessas práticas. 

Há diversos projetos sendo desenvolvidos na Amazônia, com a finalidade de manter a floresta de pé e diminuir o número de desmatamento. Essas ações impactam positivamente a parte ambiental, social e econômica da região e são financiadas por meio da venda de créditos de carbono.

Os créditos de carbono são certificados digitais que representam quanto de dióxido de carbono (CO2) uma empresa deixou de lançar na atmosfera ou o quanto de sua emissão foi evitada por meio de projetos sociais. Assim, ao comprar um crédito de carbono, você evita que 1 tonelada de gás carbônico seja gerada, contribuindo para a manutenção da floresta.

aquecimento global, créditos de carbono, pegada de carbono, stock car

Pegada de Carbono

Como compensar a minha pegada de carbono?

Saiba como compensar a sua pegada de carbono (emissões de gases de efeito estufa) e ajude a salvar a humanidade

Ao longo de cada dia de nossa vida, em cada ação que fazemos, deixamos marcas que são consequências de nossas atitudes. É como andar em um terreno úmido e olhar para trás: você verá as pegadas do caminho que acabou de percorrer. A pegada de carbono funciona da mesma forma: ela é consequência de ações do nosso cotidiano.

Muitas das  ações  que fazemos podem resultar na emissão de dióxido de carbono (CO²) e outros gases  de efeito estufa na atmosfera. São essas ações que formam a nossa pegada de carbono.

Por exemplo, ao ir para o trabalho em um carro movido a gasolina, você deixa sua pegada de carbono, que envolve desde o processo de produção deste automóvel até a queima do combustível fóssil que fez o carro funcionar, além de todo o ciclo de vida de todos os componentes do  automóvel. Até atitudes mais simples, como utilizar uma sacola plástica, colabora para a  emissão de gases estufa. A fabricação de cinco delas emite 1 kg de carbono equivalente na atmosfera, durante todo o seu ciclo de vida.

COMO DESCUBRO QUAL É A MINHA PEGADA DE CARBONO?

É comum se perguntar sobre como calcular essa tal “pegada de carbono”, que tanto falamos por aqui. Para te ajudar a calcular suas emissões de carbono, a MOSS criou uma calculadora digital. 

Na Calculadora da MOSS  você irá responder a perguntas sobre hábitos do seu dia a dia como quanto, em média, você gasta com gás por mês, quantas peças de roupa você comprou em 2020, quais meios de transporte você costuma utilizar no seu dia a dia etc.

Após responder a essas rápidas perguntas, em apenas três minutos, você saberá quantas toneladas de dióxido de carbono (CO²) você emitiu ano período de 1 ano, seu desempenho em relação à média global (que é de 6,54 toneladas, por pessoa) e como você pode compensar a sua pegada de carbono com a ajuda da MOSS. 

COMO POSSO COMPENSAR A MINHA PEGADA DE CARBONO?

Uma das formas para você compensar a sua pegada de carbono  comprando  créditos de carbono. Dentro desse mercado, a MOSS se destaca como a maior plataforma ambiental do mundo.

O crédito de carbono é um certificado que comprova que uma tonelada de carbono equivalente* deixou de ser emitida para a atmosfera. Isso ocorre através do financiamento de projetos que visam capturar o excesso de dióxido de carbono (CO²) do meio ambiente, com medidas que passam por conservação ambiental, reflorestamento e manejo florestal sustentável. 

O token da MOSS tem origem em projetos de conservação florestal que também beneficiam populações locais e pode neutralizar toneladas de CO2. Se você quiser conhecer alguns desses projetos apoiados pela MOSS é só clicar aqui.

COMO POSSO ADQUIRIR CRÉDITOS DE CARBONO NA MOSS?

Hoje qualquer pessoa, física ou jurídica pode adquirir o MCO2 Token: o crédito de carbono vendido pela MOSS. Para adquirir o seu, é só clicar aqui. É rápido, além de ser um ativo perene, seguro e auditado por instituições internacionais, que regulam o mercado de crédito de carbono.

Em um pouco mais de um ano, já enviamos cerca de 13 milhões de dólares para projetos que trabalham na preservação do meio ambiente. Compre agora seus créditos de carbono, compense suas emissões e ajude a salvar o planeta.

*carbono equivalente: como há diversos gases causadores do efeito estufa (além do dióxido de carbono), criou-se o carbono equivalente, que é um conceito utilizado para representar todos esses gases em uma única unidade, de modo a viabilizar o mercado de crédito de carbono. 

carbon credit, comprar crédito de carbono, comprar créditos de carbono, crédito de carbono, mco2, moss, pegada de carbono, sustentabilidade

Como comprar créditos de carbono?

Como faço para comprar créditos de carbono?

Compre créditos de carbono com o maior ativo digital verde do mundo e ajude a salvar o planeta

Comprando créditos de carbono você está investindo em projetos que visam capturar o excesso de dióxido de carbono, reduzindo assim o efeito estufa, o aquecimento global e suas consequências ambientais e sociais como: a extinção de animais e plantas; o aumento da probabilidade de secas e ondas extremas de calor; o aumento do nível do mar; um maior número de ciclones com intensidade forte; o crescimento dos refugiados climáticos (pessoas que são obrigados a migrar, em razão de condições climáticas).

O MCO2 é um token de crédito de carbono comercializado pela MOSS. Um token MCO2 equivale a um crédito de carbono. Dentro desse mercado, a MOSS se destaca como a maior plataforma ambiental do mundo que disponibiliza esse serviço.

O processo de tokenização de créditos de carbono, através da criação do MCO2 Token, torna esse mercado mais democrático, seguro e dinâmico. Através da criação de carteiras digitais, o crédito de carbono deixa de ser somente um gasto para virar um ativo, que pode ser vendido globalmente em bolsas internacionais. A colocação das carteiras digitais em blockchain aumenta a segurança do processo e dá maior transparência às transações.

COMO COMPRAR CRÉDITOS DE CARBONO MCO2 TOKEN?

Hoje qualquer pessoa física ou jurídica pode adquirir o crédito de carbono MCO2 Token. Como já falamos anteriormente, ao comprar este ativo, você financia diretamente projetos que visam a proteção ambiental, o manejo florestal (em especial, da Floresta Amazônica) e a responsabilidade social, por meio da melhoria da qualidade de vida das pessoas da região em que o projeto está inserido. 

Alguns deles já foram detalhados aqui no blog como: o Projeto Agrocortex, uma das maiores iniciativas de exploração florestal sustentável do país, focado na produção madeireira a longo prazo; a Fazenda Fortaleza Ituxi, com foco no manejo sustentável para redução das emissões de dióxido de carbono; e o Amazon REED+IFM, que tem como objetivo a conservação de mais de 20 mil hectares de floresta no Amazonas.

Para adquirir seu MCO2 Token, é só clicar aqui. Leva menos de dois minutos, custa pouco além de ser um ativo perene, seguro e auditado por instituições internacionais, que regulam o mercado de crédito de carbono.

VEJA O PASSO A PASSO PARA ADQUIRIR CRÉDITOS DE CARBONO

Está em dúvida em como adquirir seu crédito de carbono? Fizemos esse passo-a-passo para te ajudar.

1 – Acesse o site da MOSS: moss.earth

WhatsApp Image 2021 05 05 at 17.51.36 1

2 – Clique em “Comprar Créditos de Carbono” e faça seu cadastro.

WhatsApp Image 2021 05 05 at 17.51.36 1 1

3 – Ao término, enviaremos uma mensagem para o seu e-mail. Abra essa mensagem e confirme o seu cadastro. É importante olhar em todas as caixas de entrada de seu e-mail, pois nossa mensagem, eventualmente, pode estar na sua caixa de spams ou promoções.

WhatsApp Image 2021 05 05 at 17.51.36 2

4 – Em seguida, enviaremos um SMS com um código de confirmação para o seu celular cadastrado. Digite esse código e tenha acesso a sua conta. Essas ações são fundamentais para garantir a segurança de seu cadastro conosco.

WhatsApp Image 2021 05 05 at 17.51.37

5 – No menu, à esquerda, você terá a opção COMPRAR. Clique nela para adquirir seu MCO2 token.

WhatsApp Image 2021 05 05 at 17.51.37 1

6 – Escolha a quantidade de créditos que deseja comprar (esse valor é convertido para reais) e clique em avançar.

WhatsApp Image 2021 05 05 at 17.51.37 2

7 – Agora é só escolher sua forma de pagamento: PIX, cartão de crédito ou TED.

8 – Aproveite para explorar nossa plataforma digital. Calcule a sua pegada de carbono, compense suas emissões, compre créditos de carbono e indique a nossa plataforma para amigos (as).

9 –  Para adquirir o MCO2 Token é só clicar aqui. Leva menos dois minutos, custa pouco além de ser um ativo perene, seguro e auditado por instituições internacionais, que regulam o mercado de crédito de carbono.

Agora você pode repensar seus hábitos e neutralizar suas emissões de carbono. A mudança que pode salvar o planeta está em nossas mãos, todos os dias, a poucos cliques de distância.

aquecimento global, blockchain, carbon credit, comprar crédito de carbono, comprar créditos de carbono, crédito de carbono, créditos de carbono, earth, mco2, MCO2 token, moss

Pegada de carbono

Cinco hábitos para você reduzir a sua pegada de carbono

Ajude a salvar o planeta, mudando a sua rotina para diminuir a sua pegada de carbono e as emissões de gases de efeito estufa.

O QUE É PEGADA DE CARBONO?

A pegada de carbono é uma metodologia criada para medir as emissões de gases de efeito estufa na atmosfera. Essas emissões são provenientes de produtos, serviços ou processos ao longo de todo seu ciclo de vida. 

Como você vai para o seu trabalho? Qual é a sua alimentação? Que tipo de roupa você usa? Todas essas questões compõem o nosso dia a dia e mostram nossos hábitos, e são justamente eles que resultam em nossa pegada carbono.

POR QUÊ DEVO REDUZIR A MINHA PEGADA DE CARBONO?

A pegada de carbono é um indicador crucial para salvarmos o planeta de um colapso ambiental. Os gases de efeito estufa se acumulam na atmosfera e causam profundas mudanças climáticas e sociais, logo, quanto maior a sua pegada de carbono, mais impacto negativo você gera para o planeta.

QUE HÁBITOS POSSO MUDAR NO MEU DIA A DIA PARA REDUZIR A MINHA PEGADA DE CARBONO?

A mudança de hábitos é fundamental para a redução da pegada de carbono. Algumas atitudes que ajudam nessa redução são: 

  • OPTAR POR TRANSPORTE COLETIVO

Substitua o carro movido a gasolina por bicicleta ou transporte coletivo. Um litro de gasolina emite 2,3 kg de carbono equivalente na atmosfera e a produção de um carro emite 17 toneladas ao longo de todo o seu ciclo de vida.

  • MUDE A SUA ALIMENTAÇÃO

Diminua o consumo de carne, não consuma alimentos processados (como batatas chips e refrigerantes) e dê preferência a produtos cultivados localmente ou faça sua própria horta orgânica.

  • RECICLE O LIXO

Deixe de lado as sacolas plásticas e utilize as retornáveis. Sempre que possível, dê preferência a produtos reciclados. A fabricação de cinco sacolas plásticas emite 1 kg de carbono equivalente na atmosfera. 

  • EVITE O CONSUMO EM EXCESSO 

Não desperdice alimentos, não compre roupas novas (que não serão utilizadas com frequência) e dê preferência a produtos reciclados (como falamos no item anterior).

  • OPTE POR PRODUTOS DE LIMPEZA CASEIROS

A maior parte dos produtos de limpeza e lavanderia disponíveis no mercado contém componentes químicos feitos a partir de combustíveis fósseis, fonte não-renovável de carbono. Troque os seus produtos de limpeza tradicionais por produtos naturais como vinagre, limão e bicarbonato de sódio. Aqui você pode conferir dicas de produtos de limpeza caseiros, feitos com ingredientes naturais.

COMO A MOSS PODE AJUDAR A NEUTRALIZAR PEGADAS DE CARBONO?

Uma opção para reduzir e até neutralizar totalmente a sua pegada de carbono, é a compra de créditos de carbono pela MOSS, a maior plataforma ambiental do mundo.

O crédito de carbono é um certificado que comprova que uma tonelada de dióxido de carbono (CO²) deixou de ser emitida para a atmosfera. Ao comprar esses créditos, você está investindo em projetos que visam capturar o excesso de dióxido de carbono, reduzindo assim o efeito estufa e neutralizando a sua pegada de carbono. Alguns deles já foram detalhados aqui no blog como: o Projeto Agrocortex, uma das maiores iniciativas de exploração florestal sustentável do país, focado na produção madeireira a longo prazo; a Fazenda Fortaleza Ituxi, com foco no manejo sustentável para redução das emissões de dióxido de carbono; e o Amazon REED+IFM, que tem como objetivo a conservação de mais de 20 mil hectares de floresta no Amazonas.

Para adquirir o MCO2 Token é só clicar aqui. Leva menos dois minutos, custa pouco )além de ser um ativo perene, seguro e auditado por instituições internacionais, que regulam o mercado de crédito de carbono.

Agora você pode repensar seus hábitos e neutralizar suas emissões de carbono. A mudança que pode salvar o planeta está em nossas mãos, todos os dias, a poucos cliques de distância.

aquecimento global, comprar crédito de carbono, comprar créditos de carbono, créditos de carbono, efeito estufa, hábitos, mco2, MCO2 token, pegada de carbono

O que é MCO2 Token?

MCO2 Token: você sabe o que é?

Saiba mais sobre o MCO2, o maior ativo digital verde do mundo.

O QUE É O MCO2 TOKEN?

O MCO2 é um token de crédito de carbono comercializado pela MOSS. Um token MCO2 equivale a um crédito de carbono. Dentro desse mercado, a MOSS se destaca como a maior plataforma ambiental do mundo que disponibiliza esse serviço.

O QUE É CRÉDITO DE CARBONO?

Criado em 1997, a partir do Protocolo de Kyoto, o crédito de carbono é um certificado que comprova que uma tonelada de dióxido de carbono (CO2) deixou de ser emitida para a atmosfera. Ao comprar esses créditos, você está investindo em projetos que visam capturar o excesso de dióxido de carbono, reduzindo assim o efeito estufa, o aquecimento global e suas consequências ambientais e sociais como: a extinção de animais e plantas; o aumento da probabilidade de secas e ondas extremas de calor; o aumento do nível do mar; um maior número de ciclones com intensidade forte; o crescimento dos refugiados climáticos (pessoas que são obrigados a migrar, em razão de condições climáticas).

POR QUE DEVO ADQUIRIR O MCO2 TOKEN?

O processo de tokenização de créditos de carbono resultou no MCO2 Token, um ativo que torna esse mercado mais democrático, seguro e dinâmico. O crédito de carbono deixa de ser somente um gasto para virar um ativo que pode ser vendido globalmente em bolsas internacionais. A colocação das carteiras digitais em blockchain aumenta a segurança do processo e dá maior transparência às transações.

Assim, há uma tendência mais clara de crescimento de mercado, facilitando, inclusive, a entrada de pessoas físicas e organizações da sociedade civil.

O MCO2 Token democratiza a compensação de carbono e aumenta maciçamente o financiamento para a conservação do meio ambiente e para a redução de gases de efeito estufa.

COMO POSSO CONTRIBUIR PARA A MELHORIA DO PLANETA ADQUIRINDO O MCO2 TOKEN?

Na compra do MCO2 Token, você financia diretamente projetos que visam a preservação da Amazônia, o manejo sustentável, a conservação da biodiversidade local e a captura do excesso de dióxido de carbono presente na atmosfera.

Os critérios de escolha dos projetos ambientais a serem apoiados são rígidos. Envolvem visitas, entrevistas, conferência de documentação, investigação e avaliação técnica dos riscos. A  MOSS, então, escolheu 20 dos 200 melhores projetos do Brasil, que têm como função a captura do excesso de gases estufa da atmosfera.

Em um pouco mais de um ano, foram enviados cerca de 13 milhões de dólares para projetos que trabalham na preservação do meio ambiente. Alguns deles já foram detalhados aqui no blog como: o Projeto Agrocortex, uma das maiores iniciativas de exploração florestal sustentável do país, focado na produção madeireira a longo prazo; a Fazenda Fortaleza Ituxi, com foco no manejo sustentável para redução das emissões de dióxido de carbono; e o Amazon REED+IFM, que tem como objetivo a conservação de mais de 20 mil hectares de floresta no Amazonas.

COMO COMPRAR CRÉDITOS DE CARBONO MCO2 TOKEN?

Hoje qualquer pessoa física ou jurídica pode adquirir o crédito de carbono MCO2 Token. Como já falamos anteriormente, ao comprar este ativo, você financia diretamente projetos que visam a proteção ambiental, o manejo florestal (em especial, da Floresta Amazônica) e a responsabilidade social, por meio da melhoria da qualidade de vida das pessoas da região em que o projeto está inserido. 

Caso queira aprender a comprar, confira o vídeo que preparamos em parceria com o Mercado Bitcoin:

Para adquirir seus créditos de carbono, é só clicar aqui. Em minutos você adquire um ativo digital verde, seguro e auditado por instituições internacionais. 

A mudança que pode salvar o planeta está em nossas mãos, todos os dias. Neutralizando nossa pegada de carbono, reduzimos os impactos do aquecimento global e construímos juntos um mundo melhor.

 

aquecimento global, blockchain, carbono, crédito de carbono, créditos de carbono, efeito estufa, mco2, MCO2 token, pegada de carbono

Você precisa saber tudo sobre crédito de carbono

O que é crédito de carbono, quando surgiu e como você pode adquirir este ativo que está salvando o planeta

O QUE É CRÉDITO DE CARBONO?

O crédito de carbono é um certificado que comprova que uma tonelada de dióxido de carbono (CO2) deixou de ser emitida para a atmosfera. Ao comprar esses créditos, você está incentivando projetos que visam capturar o excesso de dióxido de carbono, reduzindo assim o efeito estufa e o aquecimento global. Dentro do mercado de crédito de carbono, a MOSS se destaca como a maior plataforma ambiental do mundo que disponibiliza esse serviço.

PORQUÊ E QUANDO FOI CRIADO O CRÉDITO DE CARBONO?

Apesar de o efeito estufa ser um fenômeno natural, ao longo dos anos e, em especial, desde a Revolução Industrial, a emissão de gases estufa decorrentes da ação humana vem crescendo vertiginosamente, aumentando a temperatura terrestre e gerando o fenômeno conhecido como aquecimento global.

Visando atenuar a emissão dos gases estufa e suas consequências, países do mundo inteiro começaram a se reunir em convenções sobre o clima, em especial a partir da ECO 92 (Conferência das Nações Unidas sobre o Meio Ambiente e o Desenvolvimento), onde houve o reconhecimento oficial de que o aquecimento global é fruto direto das ações humanas.

Em 1997, a partir do Protocolo de Kyoto, foi criado o crédito de carbono. O objetivo da criação desse crédito é ter um mecanismo que possa compensar a emissão desses gases. Ao comprar um crédito de carbono, você comprova que uma tonelada dióxido de carbono (CO2) deixou de ser emitida para a atmosfera. E como isso é feito? Através de iniciativas que visam a preservação de florestas, o manejo sustentável, a conservação da biodiversidade local e a captura do excesso de dióxido de carbono presente na atmosfera.

QUE INICIATIVAS SÃO FINANCIADAS PELA COMPRA DE CRÉDITOS DE CARBONO?

Através de processos que envolvem visitas, entrevistas, conferência de documentação, investigação e avaliação técnica dos riscos, a MOSS escolheu 20 dos 200 melhores projetos do Brasil, que tem como função a captura do excesso de gases estufa da atmosfera. São essas iniciativas que são financiadas através dos créditos de carbono que você vai comprar com a gente. 

A MOSS está ajudando a salvar o planeta com o MCO2 Token. Em um pouco mais de um ano, foram enviados cerca de 13 milhões de dólares para projetos que trabalham na preservação do meio ambiente. Alguns deles já foram detalhados aqui no blog como: o Projeto Agrocortex, uma das maiores iniciativas de exploração florestal sustentável do país, focado na produção madeireira a longo prazo; a Fazenda Fortaleza Ituxi, com foco no manejo sustentável para redução das emissões de dióxido de carbono; e o Amazon REED+IFM, que tem como objetivo a conservação de mais de 20 mil hectares de floresta no Amazonas.

COMO POSSO COMPRAR CRÉDITOS DE CARBONO?

Hoje, qualquer pessoa física ou jurídica pode comprar créditos de carbono. Com um valor inicial próximo de 100 reais, esses créditos podem ser adquiridos online, de forma simples, em, no máximo, dois minutos.

Dentro do mercado de crédito de carbono, a MOSS se destaca como a maior plataforma ambiental do mundo que disponibiliza esse serviço. Na nossa plataforma digital, os créditos podem ser comprados e vendidos em um mercado seguro e transparente, pois são auditados por instituições internacionais que regulam o registro dos créditos seguindo um protocolo global.

Como já falamos no parágrafo anterior, ao comprar créditos de carbono, você financia diretamente projetos que visam a proteção ambiental, o manejo florestal (em especial, da Floresta Amazônica) e a responsabilidade social, por meio da melhoria da qualidade de vida das pessoas da região em que o projeto está inserido. Para adquirir seus créditos de carbono, é só clicar aqui. Leva menos de dois minutos, custa pouco (a partir de cerca de 100 reais), além de ser um ativo perene, seguro e auditado por instituições internacionais, que regulam o mercado de crédito de carbono.

aquecimento global, crédito de carbono, sustentabilidade, tecnologia

What is clean energy ?

O que é energia limpa?

Saiba o que é energia limpa e como o tipo de energia que consumimos afeta o efeito estufa e o Planeta Terra

COMO A PRODUÇÃO DE ENERGIA INTERFERE NO PLANETA?

A poluição e o efeito estufa estão entre as principais ameaças à saúde da Terra. Como já escrevemos aqui no blog, o aumento da emissão de gases estufa causa uma série de consequências como: a extinção de animais e plantas; o aumento da probabilidade de secas e ondas extremas de calor; o aumento do nível do mar; um maior número de ciclones com intensidade forte e o surgimento de “refugiados climáticos”, em razão de áreas habitáveis tornarem-se inabitáveis por conta de mudanças climáticas.

Dentro desse contexto, a produção energia aparece como grande “vilã” na emissão de gases causadores do efeito estufa. É que, globalmente, a nossa energia provém, majoritariamente, da queima de combustíveis fósseis como o petróleo, o xisto, o gás natural e o carvão mineral. A queima desses gases ocasiona o efeito estufa e o aumento progressivo das temperaturas médias dos oceanos e atmosferas terrestres, fenômeno conhecido como aquecimento global. Por esta razão, é urgente substituirmos a nossa matriz energética baseada em combustíveis fósseis por fontes de energia limpa.

QUAL A DEFINIÇÃO DE “ENERGIA LIMPA”?

Quando falamos em “energia limpa” não estamos falando de uma fonte energética que cause zero impacto ambiental. Infelizmente, este “sonho” ainda não se realizou. “Energia limpa” é a fonte de energia que não lança gases poluentes (causadores do efeito estufa) na atmosfera, limitando o seu impacto ambiental ao local de produção da energia.

QUAIS SÃO OS TIPOS DE ENERGIA LIMPA?

Existem muitos tipos de energia limpa, abaixo listamos alguns exemplos:

  • ENERGIA EÓLICA

Sua matéria-prima é o vento, que é captado através das eólias, que são hélices presas em uma turbina. A energia mecânica do vento é transformada assim em energia elétrica. 

  • ENERGIA SOLAR

Painéis solares com células voltaicas (que tem como principal componente o silício) que captam a energia do Sol transformando-a assim em energia elétrica.

  • ENERGIA MAREMOTRIZ

O movimento das ondas marítimas é captado através de hélices presas a turbinas no fundo do mar.

  • ENERGIA HIDRELÉTRICA

Essa energia é proveniente do movimento das águas de mares e rios, sejam eles causados por desníveis naturais ou artificiais.

  • ENERGIA GEOTÉRMICA

Sua matéria-prima é o calor gerado pelo magma terrestre. Esse calor faz as águas subterrâneas evaporarem e girarem lâminas ligadas a uma turbina. Essa energia mecânica é transformada em elétrica através de um gerador.

COMO POSSO CONTRIBUIR PARA NEUTRALIZAR O MEU IMPACTO AMBIENTAL?

Quando consumimos energia elétrica proveniente de matrizes energéticas poluentes, estamos poluindo o planeta e agravando o efeito estufa e o aquecimento global. Algumas medidas como a instalação de painéis solares em residências ou a compra de carros elétricos (ao invés dos movidos a gasolina), são úteis para a melhoria desse problema, mas são caras e, por isso, pouco frequentes no Brasil.

Uma solução para quem quer neutralizar o impacto da emissão de gases estufa na atmosfera é a compra de créditos de carbono pela MOSS.

O crédito de carbono é um certificado que comprova que uma tonelada de dióxido de carbono (CO2) deixou de ser emitida para a atmosfera. Ao comprar esses créditos, você está investindo em projetos que visam capturar o excesso de dióxido de carbono presente na atmosfera, reduzindo assim o efeito estufa e o aquecimento global. Alguns destes projetos já foram detalhados aqui no blog como o Projeto Agrocortex, a Fazenda Fortaleza Ituxi e o Amazon REDD+IFM

Para adquirir seus créditos de carbono, é só clicar aqui. Leva menos dois minutos, custa pouco (a partir de cerca de R$ 100,00), além de ser um ativo perene, seguro e auditado por instituições internacionais.

créditos de carbono, pegada de carbono, tecnologia

Aquecimento global

Os impactos do aquecimento global

Entenda as consequências do aquecimento global para vida de um planeta cada vez mais quente

Ao longo dos anos, em noticiários, escolas, faculdades e em nosso dia a dia, fala-se cada vez mais em aquecimento global. Mas o que é esse fenômeno? Quais são as suas consequências?

O aquecimento global é o aumento progressivo das temperaturas médias dos oceanos e atmosferas terrestres por todo o globo. Ele é causado pelo efeito estufa, quando a concentração de gases estufa na atmosfera permite a passagem de raios solares e a absorção de calor. Apesar de o efeito estufa ser um fenômeno natural, ao longo dos anos, em especial, desde a Revolução Industrial, a emissão de gases estufa decorrentes da ação humana vem crescendo vertiginosamente, aumentando a temperatura terrestre e gerando o fenômeno conhecido como aquecimento global.

Apesar de o efeito estufa ter sido descrito pela primeira vez em 1859, pelo cientista John Tyndall, um debate maior sobre o aquecimento global aconteceu a partir da ECO 92 (Conferência das Nações Unidas sobre o Meio Ambiente e o Desenvolvimento), onde houve o reconhecimento oficial de que o aquecimento global é fruto direto das ações humanas.

Com o aumento da temperatura terrestre e a decorrente mudança do clima, o equilíbrio ambiental está em risco. Como exemplo, podemos citar a mudança de temperatura dos oceanos com o derretimento das calotas polares, que ameaça espécies marinhas.

Não obstante, a própria espécie humana está em risco. Como o derretimento das geleiras também altera o nível do mar, territórios que hoje são ocupados por milhões de pessoas tornam-se inabitáveis (estima-se um impacto em 10,4 milhões de pessoas, no melhor cenário, até 2100). Com a migração forçada para outros territórios, teremos o surgimento dos refugiados climáticos.

QUEM SÃO OS REFUGIADOS CLIMÁTICOS?

Esse é o nome usado para descrever pessoas que foram obrigadas a sair de seus territórios em razão das mudanças climáticas. O fenômeno dos refugiados climáticos também acontecerá em razão de outras consequências desse aquecimento como: o aumento das secas e das ondas de calor e um maior número de fenômenos naturais altamente destrutivos como ciclones, furacões e inundações.

COMO CONTROLAR O AQUECIMENTO GLOBAL

Para redução do aquecimento global, devemos reduzir nossas emissões de gases estufa, isto é reduzir nossa pegada de carbono. Aqui no blog já escrevemos algumas ações individuais, do nosso dia a dia que podem ajudar nessa missão como: substituir o carro movido a gasolina por bicicleta ou transporte coletivo; diminuir o consumo de carne; utilizar sacolas retornáveis; não consumir alimentos processados (como batatas chips e refrigerantes); dar preferência a produtos cultivados localmente ou fazer sua própria horta orgânica; evitar o consumo em excesso, de forma geral: não desperdiçar alimentos, não comprar roupas novas que não vão ser utilizadas com frequência e dar preferência a produtos reciclados.

Uma outra opção para reduzir e até neutralizar totalmente a sua pegada de carbono, é a compra de créditos de carbono pela MOSS, que os transformou em um Token perene e monetizado. O crédito de carbono é um certificado que comprova que uma tonelada de dióxido de carbono (CO2) deixou de ser emitida para a atmosfera. 

Ao comprar o MCO2 Token, você está investindo em projetos que visam capturar o excesso de dióxido de carbono presente na atmosfera, reduzindo assim o efeito estufa e neutralizando a sua pegada de carbono. 

Alguns destes projetos já foram detalhados aqui no blog como o Projeto Agrocortex, a Fazenda Fortaleza Ituxi e o Amazon REED+IFM

Para adquirir seus créditos de carbono, é só clicar aqui. Em minutos você adquire um ativo digital verde, seguro e auditado por instituições internacionais. 

A mudança que pode salvar o planeta está em nossas mãos, todos os dias. Neutralizando nossa pegada de carbono, reduzimos os impactos do aquecimento global e construímos juntos um mundo melhor.

aquecimento global, crédito de carbono, moss, sustentabilidade

Afinal de contas: o que é pegada de carbono?

Descubra como a sua pegada de carbono, ou seja, seus hábitos e atitudes impactam o nosso planeta.

Como você vai para o seu trabalho? Do que você se alimenta? Que tipo de roupa você usa? Qual meio de transporte você usa para viagens mais longas? Todas essas questões compõem o nosso dia a dia e mostram nossos hábitos, e são justamente elas que resultam em nossa pegada carbono (carbon footprint, em inglês).

Entendendo o termo “pegada de carbono”

A pegada de carbono é uma metodologia criada para medir as emissões de gases estufa na atmosfera (independente do gás emitido, ele é convertido em carbono equivalente). Essas emissões são provenientes de produtos, serviços ou processos ao longo de todo seu ciclo de vida. A queima de combustíveis fósseis, a criação de gado em pastagem, o desmatamento e a fabricação de sacolas plásticas são exemplos de atividades onde há emissão desses gases estufa.

Criada pelos pesquisadores William Rees e Mathis Wackernagel na década de 1990, a pegada de carbono é um indicador crucial para salvarmos o planeta de um colapso ambiental. Os gases estufa se acumulam na atmosfera e causam profundas mudanças climáticas, logo, quanto maior a sua pegada de carbono, mais ela afeta negativamente a saúde do planeta.

É importante frisar que o conceito de pegada de carbono não está ligado apenas a grandes empresas ou a grandes indústrias. Cada indivíduo deixa sua própria pegada no planeta. Ao usar um carro movido a gasolina, você deixa sua pegada de carbono, que vai desde o processo de produção e transporte daquele automóvel, até a queima de combustível fóssil que faz o carro funcionar. Até atitudes mais simples como comer um prato de arroz ou um pedaço de carne deixam suas marcas, pois até esses alimentos chegarem ao seu prato, eles passam por processos que emitem gases de efeito estufa.

Saiba como reduzir a sua pegada de carbono

A mudança de hábitos é fundamental para a redução da pegada de carbono. Algumas atitudes que ajudam nessa redução são: substituir o carro movido a gasolina por bicicleta ou transporte coletivo; diminuir o consumo de carne; utilizar sacolas retornáveis; não consumir alimentos processados (como batatas chips e refrigerantes); dar preferência a produtos cultivados localmente ou fazer sua própria horta orgânica; evitar o consumo em excesso, de forma geral: não desperdiçar alimentos, não comprar roupas novas que não serão utilizadas com frequência e dar preferência a produtos reciclados.

Quer saber como calcular a sua pegada de carbono? Hoje existem diversas calculadoras digitais que dão esse resultado baseado em perguntas do seu dia a dia como: que meio de transporte você usa para ir ao trabalho? Qual o seu consumo mensal de fast food? Quantas horas por dia você utiliza o seu computador? Nós temos a nossa própria calculadora e você pode acessar aqui.

Mais do que reduzir, na MOSS você pode zerar a sua pegada de carbono

Uma outra opção para reduzir e, até neutralizar totalmente a sua pegada de carbono, é a compra de créditos de carbono pela MOSS. O crédito de carbono é um certificado que comprova que uma tonelada de dióxido de carbono (CO2) deixou de ser emitida para a atmosfera. Ao comprar esses créditos, você está investindo em projetos que visam capturar o excesso de dióxido de carbono presente na atmosfera, reduzindo assim o efeito estufa e neutralizando a sua pegada de carbono.

Alguns destes projetos já foram detalhados aqui no blog como o Projeto Agrocortex, a Fazenda Fortaleza Ituxi e o Amazon REED+IFM. Para adquirir seus créditos de carbono, é só clicar aqui. Leva menos de dois minutos, custa pouco (a partir de cerca de R $100,00), além de ser um ativo perene, seguro e auditado por instituições internacionais, que regulam o mercado de crédito de carbono.

Os impactos negativos causados pelo aumento do desmatamento da Amazônia é algo que precisa ser falado constantemente entre a sociedade. A mudança que pode salvar o planeta está em nossas mãos, todos os dias. Neutralizando nossa pegada de carbono, daremos um mundo melhor para nós mesmos (as), para o meio ambiente e para nossos (as) filhos (as) e netos (as).

créditos de carbono, pegada de carbono, sustentabilidade

Confie e conheça a MOSS

Saiba um pouco mais para que você confie e conheça a MOSS, e porquê nos tornamos a maior plataforma de crédito de carbono do mundo. 

No último ano a MOSS nasceu com a proposta de somar na luta contra os impactos do meio ambiente. Através do crédito de carbono, a MOSS usou da tecnologia blockchain para criar o MCO2 Token, com o objetivo de possibilitar que todo mundo pudesse ter um ativo digital, seguro, perene e dolarizado. 

Com o crescimento, os resultados foram aparecendo e somente em seu primeiro ano de existência a MOSS e seus clientes conseguiram enviar para a Amazônia mais de 13 milhões de dólares, valor destinado a projetos que trabalham na preservação da nossa floresta. 

Somos uma empresa que está atenta para garantir que seus clientes estejam por dentro de tudo que tem sido feito. Nas redes sociais, no nosso site e blog temos trabalhado para debater sobre todas as dúvidas que possam surgir. Foi pensando nisso que montamos alguns tópicos para explicar um pouco mais sobre a MOSS.

Afinal, o que são créditos de carbono?

Um crédito de carbono é um certificado digital que prova que uma empresa ou um projeto ambiental (projetos de conservação de florestas, reflorestamento de áreas devastadas, energia limpa, biomassa, etc) evitou a emissão (poluição) de 1 tonelada de CO2 (dióxido de carbono) em um determinado ano. Ou seja, os créditos de carbono são ativos imateriais.

Como comprar e compensar créditos de carbono com a MOSS?

A redução das emissões de gases de efeito estufa ajuda a preservar o planeta, o que faz dos créditos de carbono MOSS a oportunidade de uma vida. A plataforma MOSS é um espaço virtual fácil de usar para você comprar, armazenar e compensar seus créditos de carbono. É rápido, simples e seguro. A MOSS vende créditos de carbono a indivíduos e empresas em uma plataforma 100% digital.

Quem faz parte da MOSS?

Luis Felipe Adaime, o CEO da MOSS, é ex-gerente de portfólio e sócio de ações da Latam, comprando apenas fundos na Newfoundland Capital Management. Também foi Diretor Executivo da York Capital Management e ex-VP do Credit Suisse. Além de sua vasta experiência no mercado, tem em sua formação acadêmica instituições renomadas mundialmente como Phillips Academy e Stanford University nos Estados Unidos. 

  • Contamos com um time consagrado de acionistas, entre eles: 

Fábio Feldmann advogado, ambientalista e um dos fundadores da Fundação SOS Mata Atlântica;

A Moss, plataforma de créditos de carbono, levantou US$ 1,8 milhão em operação liderada pela gestora de venture capital The Craftory e que atraiu outros investidores e nomes como o publicitário Nizan Guanaes.

Nizan Guanaes, empresário e grande publicitário, sócio e cofundador do Grupo ABC de Comunicação, holding que reúne 18 empresas nas áreas de publicidade, marketing, conteúdo e entretenimento.

Por que confiar na MOSS? 

  • Somos uma empresa auditada tributariamente pela Delloite que tem mais de 176 anos de confiabilidade no mercado internacional, com mais de 700 escritórios espalhados pelo mundo. 
  • Temos o selo B Corp, que é o mais valorizado em termos de governança corporativa. 
  • Estamos listamos no Mercado Bitcoin, que é a maior Plataforma de Criptomoedas e Ativos Digitais da América Latina.
  • Fazemos parte do Celo Alliance for Prosperity, um ecossistema de organizações que tem o objetivo de promover o impacto social e a inclusão financeira por meio do uso da tecnologia blockchain.

Você pode fazer parte do nosso time, com apenas um clique. Para saber um pouco mais sobre nossos conteúdos, você pode acessar o nosso blog e ficar por dentro de tudo, além de entender como através do crédito de carbono a MOSS está colaborando com projetos que trabalham para salvar o planeta.

aquecimento global, crédito de carbono, moss, pegada de carbono, sustentabilidade

Com o MCO2, a MOSS faz parte do Celo Alliance for Prosperity

Com o MCO2 a empresa  se junta a organizações com o objetivo de promover o impacto social e a inclusão financeira através da tecnologia blockchain.

A Moss faz parte do time da Celo Alliance for Prosperity, que é um ecossistema de organizações que tem o objetivo de promover o impacto social e a inclusão financeira por meio do uso da tecnologia blockchain.

Em janeiro deste ano, a Forbes Brasil divulgou a notícia sobre esse passo dado pela startup brasileira. A iniciativa foi lançada em março de 2020 pela Celo Foundation e tem como objetivo construir um sistema monetário aberto e que crie condições de prosperidade para todos os envolvidos. 

Como membro, a MOSS vai expandir o uso do MCO2, seu token lastreado em créditos de carbono, ao mesmo tempo em que pretende, no futuro, garantir a usabilidade de stablecoins Celo. “Temos uma visão parecida de tornar os ativos digitais mais acessíveis. Por isso, estamos entusiasmados em apoiar e trabalhar com a entidade para estimular o crescimento sustentável”, diz Luis Adaime, CEO e fundador da MOSS.

A MOSS através do crédito de carbono e da tecnologia blockchain permite que qualquer pessoa possa ter um ativo digital verde, que é o MCO2. A ideia é democratizar a possibilidade de contribuir para ajudar a salvar o planeta de forma precisa e ter o seu token disponível em carteira digital.

Em entrevista à Forbes, Chuck Kimble, head da Celo Alliance for Prosperity, explicou que o objetivo da instituição é apoiar moedas lastreadas em capital natural com o objetivo de criar mudanças positivas e significativas no mundo. “A MOSS criou um token que preserva a selva amazônica e sua missão está alinhada com a nossa proposta.”

O QUE É CRÉDITO DE CARBONO?

O crédito de carbono é um certificado que comprova que uma tonelada de dióxido de carbono (CO2) deixou de ser emitida para a atmosfera. Ao comprar esses créditos, você está incentivando projetos que visam capturar o excesso de dióxido de carbono, reduzindo assim o efeito estufa e o aquecimento global. Dentro do mercado de crédito de carbono, a MOSS se destaca como a maior plataforma ambiental do mundo que disponibiliza esse serviço.

PORQUÊ E QUANDO FOI CRIADO O CRÉDITO DE CARBONO?

Apesar de o efeito estufa ser um fenômeno natural, ao longo dos anos e, em especial, desde a Revolução Industrial, a emissão de gases estufa decorrentes da ação humana vem crescendo vertiginosamente, aumentando a temperatura terrestre e gerando o fenômeno conhecido como aquecimento global.

Visando atenuar a emissão dos gases estufa e suas consequências, países do mundo inteiro começaram a se reunir em convenções sobre o clima, em especial a partir da ECO 92 (Conferência das Nações Unidas sobre o Meio Ambiente e o Desenvolvimento), onde houve o reconhecimento oficial de que o aquecimento global é fruto direto das ações humanas.

Em 1997, a partir do Protocolo de Kyoto, foi criado o crédito de carbono. O objetivo da criação desse crédito é ter um mecanismo que possa compensar a emissão desses gases. Ao comprar um crédito de carbono, você comprova que uma tonelada dióxido de carbono (CO2) deixou de ser emitida para a atmosfera. E como isso é feito? Através de iniciativas que visam a preservação de florestas, o manejo sustentável, a conservação da biodiversidade local e a captura do excesso de dióxido de carbono presente na atmosfera.

QUE INICIATIVAS SÃO FINANCIADAS PELA COMPRA DE CRÉDITOS DE CARBONO?

Através de processos que envolvem visitas, entrevistas, conferência de documentação, investigação e avaliação técnica dos riscos, a MOSS escolheu 20 dos 200 melhores projetos do Brasil, que tem como função a captura do excesso de gases estufa da atmosfera. São essas iniciativas que são financiadas através dos créditos de carbono que você vai comprar com a gente. 

A MOSS está ajudando a salvar o planeta com o MCO2 Token. Em um pouco mais de um ano, foram enviados cerca de 13 milhões de dólares para projetos que trabalham na preservação do meio ambiente. Alguns deles já foram detalhados aqui no blog como: o Projeto Agrocortex, uma das maiores iniciativas de exploração florestal sustentável do país, focado na produção madeireira a longo prazo; a Fazenda Fortaleza Ituxi, com foco no manejo sustentável para redução das emissões de dióxido de carbono; e o Amazon REED+IFM, que tem como objetivo a conservação de mais de 20 mil hectares de floresta no Amazonas.

Fonte: Forbes Brasil

aquecimento global, crédito de carbono, mco2, moss, pegada de carbono